May 16 2014

Assista as mesas da Semana ABC 2014

Já estão disponíveis para visualização online as mesas da Semana ABC 2014 que aconteceu de 07 a 09 de maio na Cinemateca Brasileira em São Paulo. Promovida pela Associação Brasileira de Cinematografia, a Semana ABC é uma oportunidade única no país de reunião de personalidades de diversas áreas do cinema refletindo sobre o seu mercado de trabalho. Proporcionando também debates, conferências, painéis e master classes que contribuem diretamente para o progresso do cinema brasileiro.

Este ano o debate sonoro marcou presença em três mesas:

Mesa 01: “Médoto de trabalho do som direto – Os procedimentos de trabalho empregados no captação do som direto na era do digital multipista: tradição e ruptura”. Com João Godoy (técnico de som direto e professor do curso de Audiovisual da ECA/USP); Debora Opolski (editora de diálogos) e Willem Dias  (montador). Mediação de Luiz Adelmo Manzano (supervisor de som).

 

Mesa 04: “A Sonoridade dos filmes brasileiros  atuais”. Com Virgínia Flores (montadora e editora de som), Eduardo Santos Mendes (sound designer e professor do curso de Audiovisual da ECA/USP) e Fernando Henna (editor de som). Mediação de Luiz Adelmo Manzano (supervisor de som).

 

Mesa 08:Exibição digital em salas comerciais: parâmetros, normas técnicas, implementação e fiscalização e o futuro da exibição: As salas, o doméstico e o portátil“. Com Kiko Ferraz (editor de som e mixador)Renata de Almeida (diretora da Mostra Internacional de Cinema de SP) e Rodrigo Monte (diretor de fotografia). Mediação de José Francisco Neto (supervisor de finalização).

Para acessar as demais mesas da Semana ABC 2014, basta clicar no link: Assista as mesas da Semana ABC 2014 na íntegra.

 


May 1 2014

Entrevista com o sound designer Edson Secco

Edson Secco

Músico de formação e com uma experiência anterior no teatro, Edson Secco reúne em seu trabalho no cinema uma série de qualidades que justificam o uso do termo sound deigner, de um modo geral ostensivamente mal utilizado, para qualificá-lo: seja por pensar o som dos filmes como um todo integrado (relativizando distinções entre música e ruído, por exemplo); seja pela multiplicidade de funções que exerce e que conferem uma unidade estilística ao seu trabalho; seja ainda por sua colaboração precoce, ainda na etapa do roteiro, em muitos dos projetos dos quais participou. Nessa conversa, Edson Secco falou ao Artesãos do Som do seu percurso profissional e de sua abordagem pessoal do som no cinema.

Continue lendo